Buscar
  • Casarão do Óculos

A importância do profissional de Ortoptica para pessoas com distúrbios visuais

A Ortóptica é o setor da oftalmologia que trata as alterações da motilidade ocular. O principal objetivo do tratamento é a reabilitação das perturbações da visão binocular (uso simultâneo dos olhos) provocadas pelo desequilíbrio de alinhamento dos olhos como, por exemplo, estrabismo (olho desviado), insuficiência de convergência (dificuldade de convergência para fixar um objeto próximo) e ambliopia (baixa acuidade visual de um ou ambos os olhos).

A área de ortóptica é essencial para corrigir distúrbios e recuperar a capacidade visual de pacientes com problemas na visão. O trabalho do profissional é de extrema importância, pois, é através de sua ação que condições de estrabismo, visão dupla, transtorno e baixa visual de um ou dos dois olhos são diminuídas.


No Teste Ortóptico é feita a avaliação do alinhamento ou desvio ocular em todas as posições do olhar, como também das alterações da musculatura extrínseca dos olhos (músculos dos olhos responsáveis pelos movimentos oculares).



Também são realizados testes sensoriais da visão binocular (uso simultâneo dos olhos) e suas funções, como, por exemplo, a percepção simultânea das imagens, a visão estereoscópica (visão em terceira dimensão), e a análise da força muscular de fixação.


Os exercícios ortópticos são como uma fisioterapia ocular. São indicados pelo ortoptista após a realização do Teste Ortóptico e podem ser feitos no consultório e/ou em casa. O número de sessões e o tipo de exercício são indicados conforme cada caso.


O profissional estimula a visão de pacientes com lesões causadas por doenças como toxoplasmose e diabetes, e facilita a readaptação de portadores de deficiência. Isso tudo é realizado através de exercícios musculares, equipamentos eletrônicos e ferramentas de estimulação motora, como lentes prismáticas e filtros, guiados pelo profissional.


O ortoptista pode ainda especializar-se em exames complementares ou em contatologia (adaptação de lentes de contato), além de atuar em parceria com profissionais de diferentes áreas, como oftalmologia, neurologia, pediatria, educação e saúde pública.


A Importância da Ortóptica na Baixa Visão


Cerca de 6 milhões de brasileiros têm grandes dificuldades de enxergar e, por isso, são intitulados baixa visão. Caso não haja um tratamento, a pessoa pode não aproveitar 100% do resíduo visual que possui, limitando-se ainda mais. Com a deficiência visual, o rendimento na execução de tarefas, o desenvolvimento social e até a qualidade de vida caem consideravelmente.


Para alguns indivíduos pode até parecer mágica, mas a ortóptica oferece a pessoa com baixa visão a possibilidade de ampliar o campo visual, dando a impressão de enxergar além do que realmente enxerga.


Orto significa correto e óptica é visão. A ortóptica quer dizer Visão Correta, sendo assim, é ligada diretamente a oftalmologia, diagnosticando e reabilitando distúrbios na visão. No caso de pessoas com a deficiência visual, após o tratamento médico oftalmológico, o ortoptista vai trabalhar o resíduo visual e aproveitá-lo com treinamentos e lentes especiais. Com a reabilitação, a pessoa volta a executar tarefas simples, como ver se uma carta está endereçada para ela, por exemplo.



Muitas pessoas perdem parte do campo visual durante circunstâncias da vida e, por desconhecerem a reabilitação, acreditam na errada crença de manter os olhos fechados para economizar a visão. Na realidade, é o contrário. A pessoa precisa estimular de maneira correta. Não é certo ler no escuro, por exemplo, porque há o esforço. O profissional vai ensinar a usar a visão da melhor forma possível, por meio de lupas de mesa, lupas de apoio, lupas de óculos e lupas de iluminação.


O tempo do tratamento depende da baixa visão de cada paciente, pois é necessário aprender a usar o resíduo visual. Após o acompanhamento ortóptico, há deficiente visual que passa a ter uma visão funcional e a utiliza de forma perfeita, chegando a não aparentar que possui uma visão subnormal.


Reabilitado, a vida do paciente se regenera, conquistando novamente a autonomia, a autoestima, o envolvimento social e a qualidade de vida, além do prazer de enxergar, de novo, a vida com os próprios olhos. A pessoa volta a ter dignidade, independência, sentindo-se importante e funcional até mesmo diante da família.


Quer saber mais? Entre me contato conosco!

Há mais de 40 anos especializados em baixa visão

.

Casarão do Óculos

R. Monteiro de Melo, 454 - SP - Lapa

Tel: (11) 3873-0955

www.casaraodooculos.com.br


71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo